segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

os meus conures de peito cinzento...


uma vez que sao muitos os mails que recebo a pedir informacoes sobre os conures, e como cria-los, decidi escrever aqui alguma coisa sobre os meus.Isto nao pretende ser um artigo, mas sim um relato de como eu faco com os meus.tenho apenas um casal reprodutor, pelo que nao posso dizer que todos os casais sao como o meu, e os comportamentos sao muito variaveis.aparentemente nao ha diferencas entre os sexos, apesar de as femeas todas que tenho visto ate agora terem a parte inferior do bico maior que os machos. mas para termos certezas, nao ha como mandar sexar por ADN.a alimentacao nao e diferente da maioria dos mais comuns psitacideos de medio porte. uma boa mistura, papa de ovo, fruta e verdura.comprei o meu casal, sem saber se eram efectivamente casal, em abril de 2006 e instalei-os num viveiro de 1 metro de comprimento, 1 de altura por uns 60 cm de largura. fixei entao um vulgar ninho de caturras, no exterior, devidamente forrado com turfa.forneci-lhes alguns galhos e mesmo alguma palha, ervas secas....curiosamente, nao acartaram muitos galhos para dentro do ninho, preferindo para esse efeito a palha, mas os galhos trilharam-nos entre a tabua frontal do ninho, e a rede que o suporta, fazendo uma especie de uma parede intermedia entre a tabua e a rede.fizeram em junho uma primeira postura de seis ovos, que me rendeu 6 pequeninos que optei por criar a mao (apesar de os pais nao lhes faltarem com nada, tinham sempre o papo cheio). fizeram entao uma nova postura, tendo nascido cinco aves das quais 3 voltei a criar a mao, deixando 2 deles a cargo dos progenitores que os criaram sem nenhum problema.em 2007, comecaram um pouco mais cedo, com uma postura de 7 ou 8 ovos, dos quais nasceram 7 aves que mais uma vez criei a mao.fizeram ainda mais duas posturas, uma que rendeu 4 aves, e uma terceira em que nenhum dos ovos estava galado por burrice minha. porque o viveiro em que os alojei, originalmente pensado para exoticos, tinha uns poleiros demasiado frageis, e que os conures acabaram por destruir, ficando sem nenhum onde se galar.estas aves criadas a mao sao espetaculares, super meigas e brincalhonas. aprendem a falar rapidamente algumas palavras.por vezes ficam com um bocadito de mau feitio, e fazem algum barulho, como todos os conures.fiquei com dois da primeira ninhada do ano passado, para mim e ja dizem ola, ola bebe, benfica, oi oi oi, etc.... :) sao um espetaculo.
pedro duarte 2007